FIFA 21 é o lançamento da EA Sports que traz muitas novidades em relação ao antecessor FIFA 20. Entre as principais mudanças, o FIFA 21 conta com uma nova narração na versão brasileira, além de melhoras consideráveis na jogabilidade e atualizações nos menus e modos mais famosos, como o Modo Carreira e o Ultimate Team. Os dois jogos estão disponíveis em mídia física e digital para PC, Xbox One, PlayStation 4 (PS4) e Nintendo Switch. Posteriormente, FIFA 21 chega para Xbox Series S/X e PlayStation 5 (PS5). Confira a análise feita pelo TechTudo sobre as principais diferenças entre o FIFA 20 e o FIFA 21.

Jogabilidade

FIFA 21 trouxe muitas novidades de jogabilidade em relação ao FIFA 20. A EA aprimorou diversos fatores que eram alvos de reclamações entre alguns fãs da franquia no jogo antecessor, como as dificuldades em fazer gols de bolas aéreas, levando mais realismo às partidas. Outras mudanças relevantes foram sobre o controle de bola e os dribles, que podem ser feitos de forma mais controlada.

FIFA 21 apresentou um sistema de movimentação inteligente de jogadores sem a bola — Foto: Reprodução/PlayStation Store

FIFA 21 apresentou um sistema de movimentação inteligente de jogadores sem a bola — Foto: Reprodução/PlayStation Store

Como de costume, a cada edição, o FIFA muda algum aspecto nas marcações. As disputas de bola estão mais realistas no novo jogo e o usuário tem mais controle na organização defensiva, mas isso também aumentou a dificuldade no embate corpo a corpo. No FIFA 20, a aproximação do segundo marcador era automática, já no FIFA 21 essa situação deve ser controlada manualmente pelo usuário e em muitas jogadas – uma decisão errada pode acarretar grandes consequências no placar.

Modos

FIFA 20 introduziu novas formas de jogar partidas amistosas, com uma pegada mais arcade, com regras e pontuações alternativas. Além disso, o game introduziu o modo Volta, que lembra o contexto do antigo FIFA Street, mas com a jogabilidade semelhante ao simulador de futebol tradicional. O modo Volta também foi responsável por ter um modo história, que contou com a participação do atacante brasileiro Vinicius Junior, do Real Madrid, revelado no Flamengo.

FIFA 21: Além do Rio de Janeiro, agora o modo Volta também tem arena em São Paulo — Foto: Divulgação/EA Sports

FIFA 21: Além do Rio de Janeiro, agora o modo Volta também tem arena em São Paulo — Foto: Divulgação/EA Sports

No FIFA 21, todas essas adições retornam. O modo Volta tem novamente uma campanha em que o usuário pode criar seu próprio jogador e disputar as competições ao redor do mundo. Desta vez, os ídolos Kaká e Henry fazem parte da história. Novas quadras também foram adicionadas, como a de São Paulo. O novo jogo traz novidades no Modo Carreira, que agora apresenta um simulador interativo de partidas, um sistema que vai permitir os usuários alterarem o rumo das partidas e jogarem apenas nos momentos decisivos, além de novas dinâmicas de transferências e evolução de jogadores.

Os dois jogos contam com os modos clássicos do FIFA, como as partidas rápidas, o modo de copas, os modos cooperativos online e o Ultimate Team, que será detalhado no próximo tópico.

Ultimate Team

O maior sucesso da franquia chega ao FIFA 21 com muitas novidades em relação ao FIFA 20. As primeiras são os novos menus, que tiveram adições de conteúdo e mudanças para a organização dos times. Porém, a grande novidade fica por conta da personalização dos estádios, que podem ser alterados em todos os aspectos, seja nas cores das cadeiras, das linhas do gramado ou da rede dos gols. Além disso, os usuários vão ter a possibilidade de personalizar e adicionar aspectos de pirotecnia, cantos de torcida, entre outros.

Outra diferença dos jogos é que no FIFA 21 estão disponíveis 100 ídolos no Ultimate Team. Foram adicionados novos 11 jogadores em relação ao FIFA 20, entre eles estão nomes como Samuel Eto’o, Eric Cantona e Xavi.

FIFA 21: a carta prime de Cantona está entre as três mais altas do novos ídolos — Foto: Divulgação/EA Sports

FIFA 21: a carta prime de Cantona está entre as três mais altas do novos ídolos — Foto: Divulgação/EA Sports

Gráficos

As diferenças nos gráficos do FIFA 20 e do FIFA 21 são praticamente nulas. Poucas alterações visuais foram feitas e a EA Sports apenas aprimorou os gráficos na versão mais recentes. O principal destaque são os detalhes de realismo nos jogadores, que começam a se adequar a tendência da nova geração de consoles. Apesar de ter atualizado muitos rostos, como a franquia anualmente faz, alguns jogadores do FIFA 21 tiveram a aparência questionada pelos fãs da franquia, como é o caso de Messi.

FIFA 21: Messi teve o visual criticado entre os fãs  — Foto: Reprodução/Luiz Gustavo Ribeiro

FIFA 21: Messi teve o visual criticado entre os fãs — Foto: Reprodução/Luiz Gustavo Ribeiro

Apesar disso, o FIFA 21 traz melhorias nos estádios com novos detalhes internos e iluminação. Já no quesito torcida, praticamente não mudou nada e os torcedores seguem sendo genéricos e repetitivos, além de serem menos detalhados do que os outros aspectos do game.

Conteúdo

Além da criação do Modo Volta, uma das maiores novidades do FIFA 20 foi a adição da Copa Libertadores da América em seu catálogo. Vale ressaltar que a franquia já tinha a Champions League disponível. Todas as principais competições da UEFA e da Conmebol estão presentes, além das já citadas, a Liga Europa, a Copa Sul-Americana, a Recopa e a Supercopa da UEFA também estão licenciadas. O FIFA 21 tem mais de 17 mil jogadores, mais de 700 clubes, 95 estádios e 30 ligas licenciadas de todo o mundo.

Atual campeão da Libertadores, o Flamengo não estava no FIFA 20 mas está no novo jogo — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Atual campeão da Libertadores, o Flamengo não estava no FIFA 20 mas está no novo jogo — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Outra novidade no FIFA 21 será a presença de uma artista brasileira na playlist oficial do jogo. A música “Me Gusta” de Anitta em parceria com Cardi B e Myke Towers foi escolhida para representar o Brasil nesta edição. O FIFA 20 não teve música de artistas brasileiros. Inclusive, o antecessor do FIFA 21 não estará disponível na próxima geração de consoles. Por outro lado, quem comprar o lançamento da EA ainda no Xbox One e PS4 receberá uma versão gratuita do jogo para Xbox Series S/X e PS5, respectivamente.

Times brasileiros

 

Neste quesito, nada mudou: FIFA 20 e FIFA 21 continuam com a mesma política em relação aos clubes do Brasil. O Campeonato Brasileiro não está licenciado e os clubes que aparecem nos jogos não têm os jogadores de verdade e foram substituídos por criações genéricas da EA. Em ambos os games, os times brasileiros apresentam apenas uniformes e escudos originais. O FIFA 21 apresentou a criação de um novo time, o Oceânico FC, que não faz referência a nenhum clube do Brasil e está presente na liga brasileira do jogo.

No FIFA 20, o Bahia teve o licenciameno de escudos e uniformes, mas contou com jogadores genéricos — Foto: Reprodução / Diego Borges

No FIFA 20, o Bahia teve o licenciameno de escudos e uniformes, mas contou com jogadores genéricos — Foto: Reprodução / Diego Borges

Há alguns anos, a franquia FIFA enfrenta dificuldades para negociar os direitos de uso de imagem dos jogadores das competições brasileiras. Além disso, por mais um ano, a licença da Série A e B do Campeonato Brasileiro é da Konami. Logo, a maioria dos times e jogadores originais que atuam no Brasil estão presentes no PES 2021, franquia rival do simulador da EA Sports.

Narração

 

Uma das grandes novidades do FIFA 21 para os fãs brasileiros é a mudança na narração do jogo. Nesta edição da franquia, o narrador Gustavo Villani, do Grupo Globo, assume a posição que pertencia a Tiago Leifert. O apresentador da Globo esteve ao lado do comentarista Caio Ribeiro do FIFA 13 até o FIFA 20. Apesar da mudança na narração, Caio continua comentando na transmissão dos jogos em FIFA 21.

Caio Ribeiro e Gustavo Villani são os donos das vozes das transmissões brasileiras do FIFA 21 — Foto: Reprodução/Instagram

Caio Ribeiro e Gustavo Villani são os donos das vozes das transmissões brasileiras do FIFA 21 — Foto: Reprodução/Instagram

Antes do lançamento do jogo, o narrador Gustavo Villani conversou com o TechTudo e contou todos os detalhes dessa nova experiência na carreira. O narrador de 39 anos têm passagens por diversas emissoras de rádio e TV, mas é a primeira vez que estará narrando em um jogo de videogame.

Conclusão

 

FIFA 21 é basicamente a melhor versão do jogo na geração de consoles que encerra o ciclo neste ano. O game chega para corrigir e aperfeiçoar a jogabilidade e os gráficos que foram apresentados nas versões anteriores da franquia. Por outro lado, não existe muita diferença entre o FIFA 21 e o FIFA 20 em relação ao jogo em si. Visto que o FIFA 20 trouxe a criação de novos modos e o FIFA 21 aprimorou cada um deles.

Os dois jogos apresentam belos gráficos e tendem a agradar os fãs de simuladores de futebol. Além disso, o FIFA 21 inicia uma nova jornada na franquia, visto que é o primeiro game presente na nova geração de consoles, e será responsável por ditar o ritmo do simulador nos próximos anos.

FIFA 21 evoluiu diversos aspectos do FIFA 20 e é uma ótima opção para os fã de simuladores de futebol — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

FIFA 21 evoluiu diversos aspectos do FIFA 20 e é uma ótima opção para os fã de simuladores de futebol — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Deixe um comentário